domingo, novembro 25, 2007




Fiz na semana passada uma visita aos HUC, ao serviço de Medicina I.

Chegada ao primeiro quarto, onde se acumulavam 4 senhoras, cada uma definhando em sua cama, totalmente dependentes de outrém e a maioria inconsciente, vestidas com a bata do hospital que somente lhes tapava a frente do corpo, a primeira coisa que me veio À cabeça foi a descrição da condição humana no livro "Ensaio sobre a cegueira" de José Saramago.

O estado a que podemos descer se não nos respeitarmos, a nossa pura essência, o nosso estado primitivo, em frente aos meus olhos. Uma submissão total, um alheamento do mundo exterior, uma entrega à degradação.

O meu estômago ainda vai dar muitas voltas.

sexta-feira, novembro 23, 2007

terça-feira, novembro 20, 2007



pensamentos do dia enquanto se arranja vontade para estudar a anatomia do coração:


porque é que há obesidade mórbida, mas quando se trata de magreza, não há magreza mórbida e sim anorexia?


não parece contraditório que para manter um coração saudável se deva reduzir as tensões emocionais ao máximo, dando-lhe o mínimo de uso possível?


(hoje quebrei um pouco a mnha aversão por corações para pôr aqui uma imagem.estou a melhorar ;) (?))

terça-feira, novembro 13, 2007

os meus deuses foram destronados

o que cri foi destruído por mãos maiores do que a minha vontade

Não me lembro quem eu era antes de chegar aqui
Quem destruiu o que eu fui?
Quem me mata as horas sem saber?

quinta-feira, novembro 08, 2007



I can see the world through you

Esta música no ouvido..

(ouvir aqui)

(foto: Coimbra, jardim na avenida Navarro, perto da Portagem)

sexta-feira, novembro 02, 2007

Coimbra, 3 de Janeiro de 1932.
SANTO E SENHA
Deixem passar quem vai na sua estrada.
Deixem passar
Quem vai cheio de noite e de luar.
Deixem passar e não lhe digam nada.

Deixem, que vai apenas
Beber água de Sonho a qualquer fonte;
Ou colher açucenas
A um jardim que ele lá sabe, ali defronte.

Vem da terra de todos, onde mora
E onde volta depois de amanhecer.
Deixem-no pois passar, agora

Que vai cheio de noite e solidão.
Que vai ser
Uma estrela no chão.

Miguel Torga



Resumo da semana: sair à noite, rapar um grizo de madrugada, dormir de dia, tomar o pequeno-almoço geralmente por volta das 14h, ir às vezes à aula das 11h, dormir 3 a 5 horas por noite, matar um embrião de pinto para lhe retirar os olhos e estudar a retina (ponto alto!), jantar um pão e um iogurte e repetir a rotina!
A nossa vida são dois dias! :)