domingo, dezembro 21, 2008

natal dos hospitais

O "Natal dos hospitais" comemora este ano 50 anos, e podia também ser última transmissão que não havia de vir mal ao mundo.
Afinal, o Natal é das épocas do ano em que se verifica maior mortalidade, e maior taxa de suicídios.
O Natal nos hospitais é uma época negra.
E o "Natal dos hospitais" deve ser um dos factores que mais contribuiu para isso.

sexta-feira, dezembro 19, 2008



na foto: maravilhas de Braga - Bom Jesus

Em tempos de Natal, reparo que ainda me faltam comprar grande parte das prendas, assim como arranjar tempo para as trocar, e ainda estudar para os exames.
E a única coisa que consigo fazer é enfardar oreos e ver Rebelde Way.
Acho que estou a dar uns dias de descanso ao cérebro. :P



Feliz Natal!

domingo, dezembro 07, 2008

Ultimamente tenho-me surpreendido com a quantidade de pessoas que confessam nunca ter lido os Maias, ou qualquer outro dos livros de leitura obrigatória no secundário, e nem mesmo os do Harry Potter porque "tinham muitas folhas", preferindo
xaropadas como Nicholas Sparks (minha opinião).
E eu pergunto-me que será que anda a acontecer à capacidade de concentração do pessoal, e o que será de nós portugueses daqui a uns anos, com uma sociedade que não consegue levar até ao fim uma leitura de 500 páginas.
Os relatórios de trabalho, virão em vários fascículos editados separadamente?
Haverá uma nova indústria de trabalho dedicada à elaboração de resumos
de todas as publicações até à data?
Digo-vos eu, daqui a uns anitos o Miguel Sousa Tavares e o José Rodrigues dos Santos que se ponham a pau...

sexta-feira, dezembro 05, 2008

Tenho noção que o tempo para eu dizer parvoices à vontade se está a acabar.
=(


(viciadíssima em José James enquanto se estuda neuroanatomia)

sexta-feira, novembro 21, 2008

vistas de coimbra



Jardim botânico numa tarde de Outono


O Mondego ao pôr do sol!







segunda-feira, novembro 17, 2008


Depois de o Jumbo ter adoptado um elefante, e o Modelo uma "hipopótama", pergunto-me quando será que o Continente adopta um orangotango.

domingo, novembro 02, 2008

Estava a pensar fazer um grande texto expositivo sobre como fechar fechado fora de casa sem chave de pijama e chinelos em duas semanas consecutivas, que inclui uma bela amizade com polícias, bombeiros e electricistas, e como comer uma refeiçao de bifes com apenas uma colher (assuntos em que me tenho vindo a tornar progressivamente especialista desde que passei a morar em casa própria), mas parece que ainda não é hoje.
Talvez amanhã.
And it's going to be "Legen -- wait for it... -- ..Dary!"

quarta-feira, outubro 29, 2008





"nose to nose
eyes on the clouds
this is what i said
we never never end"

Chris Garneau


terça-feira, outubro 21, 2008

e agora para qq coisa completamente desnecessária:

decidi fazer uma lista de palavras giras, começando com:
- regueifa
- palonço
- cóclea
- escolástico
- jamba
- poio
- sorbitol
- glucagão/glucagona
- fosquetas
- pendant
- goto
- gamba
- inusitado
- baixela

e dp vou completando...aceitam-se sugestões! :)

terça-feira, outubro 14, 2008


"eu não deixei de ser mordaz
mas sinto a dor de ter de errar
só temo nunca ser capaz de ouvir


a dor é perto da cabeça
aflora sangue a bom licor
só peço a mim que não me esqueça
de (me) ouvir "
letra de Foge Foge Bandido

domingo, outubro 12, 2008

descobri onde se muda o clark kent para super-homem!



......e é em paranhos city, no porto!

sábado, outubro 04, 2008

change your heart




look around you












everybody's gotta learn sometimes


terça-feira, setembro 16, 2008

domingo, setembro 07, 2008

coimbra



pois que agora estou aqui...saudadinhas já apertavam :)

e mais duas palavrinhas só, que ando um bcd cansada: quem muda de casa, ou é louco ou não sabe o que está a fazer :P

foto: a rua do Museu (um dos pontos de paragem à noite), a rua anti-praxe de Coimbra, que tem um boneco com capa e batina enforcado, como símbolo. Há quem tenha dinheiro pra gastar com estas brincadeiras, capa e batina não são assim tão baratas.. :P !

terça-feira, setembro 02, 2008







praia da boa nova
leça da palmeira, porto

sexta-feira, agosto 22, 2008

sudoeste 08

Quanto a isto, tenho umas palavrinhas a dizer: Davidito, desiludiste-me um bocadito, depois de ver a tua actuação na latada e na queima de Coimbra, ao ver este concerto do sudoeste fiquei com a sensação de estar a mascar uma pastilha já sem sabor, e a inovação onde anda? Uma musiquinha diferente no alinhamento, vá lá!
A Bjork é uma senhora! Fiquei um bocadinho triste por não ter cantado nenhuma musica do álbum Selmasongs, mas o instrumental da musica de abertura já foi muito bom:) Quanto ao resto do espectáculo, foi espectacular! Inovação ao rubro, e mt ritmo (como convém a um festival)!
Tinariwen achei chatito, Yael Naim tenho pena de ter perdido pois ao que parece deu um bom espectáculo, convidando o publico a participar.
Goldfrapp não surpreenderam, deram um concerto normal; Chemical Brothers foi muito bom, não conhecia muito mas fiquei a gostar mais do género, luzes psicadélicas, batidas muito fortes, é elctrónica :)
Do ultimo dia, Franz não convenceram, só se salvou a "this fire", quase ao fim do concerto.
De resto, muita miudagem a fazer moche, muito pó, problemas técnicos ao início, ...
Não vi muitos mais, ouvi de passagem Xutos e Jorge Palma (mais uma vez muito.. aham... animado), Vanessa da Mata, Camané e Arnaldo Antunes. A ver bem, no final a conta até foi boa!

O melhor de tudo: o ambiente do campismo!

quinta-feira, agosto 21, 2008

eu hoje estou assim:
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!

(comunicam os meus neurónios entre si)

Segundos para auto-destruiçao:
5...
4...
3...
2...
1...


POW!!!!!!!!








Grata pela atenção dispensada.






P.S: POW é uma expressão extremamente engraçada quando adequada a auto-destruição

segunda-feira, julho 21, 2008

zeitgeist

Mesmo que não tenham paciencia para ver o filme todo, os primeiros 15 min ja valem a pena :)


sexta-feira, julho 18, 2008

era dia de verão
mês de julho entradote
toda a coimbra dormia
estudantes com exames acabados
nem uma agulha bulia

toda a cidade dormia?
nao, uma casa resiste ainda e sempre às férias invasoras
e enquanto o resto da cidade relaxa
os estudantes universitários voltam às suas casas
e os outros se passeiam pela praça da republica
continua a trabalhar e em época de exames!

isto sim, isto é vontade!

terça-feira, julho 15, 2008

segunda-feira, julho 07, 2008

divagaçao sobre publicidades

Quanto ao novo anúncio do jumbo, fico um bocado de pé atrás.
Eu percebo a ideia, está muito em voga o regresso às origens(quem não se lembra
da época em que tudo era feito de sabão rosa?), mas eu mesmo assim não confio muito
nas escolhas de alguém que vai às compras descalça..mmm..
Em relação à Matinal, fiquei agradavelmente surpreendida pela alteração da sua
frase publicitária de "se eu não gostar de mim, quem gostará?" para
"se eu gostar de mim, quem não gostará?"
Interessante baralhar de palavras, para mudar rapidamente o sentido à coisa, já
que a mensagem da primeira era um bocado a atirar para o depressiva, convidando a comunidade dependente de Prozac a cortar os pulsos e para isso
já cá temos a nossa vidinha. Se bem que a segunda tem o efeito secundário de nos baralhar o sistema, já que não parece sintaticamente correcta, e é altamente confusa.
E daí pode dar ao mesmo.
Pronto, eu hoje não digo nada de jeito.

quarta-feira, julho 02, 2008


"O pano cai, o medo vem, o corpo treme e sente o chão.

É que o hoje o estuque caiu e ninguém varreu o chão."


Linda Martini - Estuque

quarta-feira, junho 11, 2008

Caro sr dr ministro: eu gostava de ir a casa no proximo fim-de-semana

"Coimbra com combustível até esta quinta-feira

De momento, e a continuar a greve, o caso mais bicudo parece o de Coimbra. Os Serviços Municipalizados de Transportes Urbanos de Coimbra (SMTUC) dispõem de gasóleo apenas até esta quinta-feira, mas o administrador-delegado, Manuel Oliveira, espera o reabastecimento a qualquer momento.

Segundo Manuel Oliveira, um camião-cisterna com "diesel" destinado à empresa municipal de transportes públicos "está bloqueada perto de Coimbra", devido à paralisação nacional das transportadoras de mercadorias. O pesado, no entanto, integra "uma listagem de pesados a desbloquear" com urgência e deverá ser escoltado pela polícia até às garagens dos SMTUC na Guarda Inglesa, na margem esquerda do rio Mondego."
Fonte:Jornal de Notícias


E por aqui o que se pensa é:
Viva Portugal! Viva a selecção!

domingo, junho 01, 2008

Tribalistas - Carnalismo

a propósito de músicas perfeitas :)

quinta-feira, maio 08, 2008

my star is fading



"I know I'm dead on the surface


But I'm screaming underneath"




porque a música é linda

foto: www.gettyimages.com
Uma expressão que sempre me fez impressão é "entrar para os anais da história".
É que não sei porquê, mas acho que deve haver outros caminhos melhores para se entrar
para a história...

segunda-feira, maio 05, 2008


cortejo da queima das fitas
a "dz'ordem" total :D
e a música da noite: walking on sunshine!



domingo, abril 20, 2008

Atenção povo português!
Há um novo verbo no nosso vocabulário, o verbo "bitchar"!
E não pense o caro que está relacionado com insectos, animais, ou "bitcheza" do género.
Nem tão-pouco com um substantivo ofensivo da língua inglesa (se é que os substantivos podem ofender).
"Bitchar" é o verbo correspondente ao acto de mirar, ver, assistir, presenciar.
Portanto para além dos já famosos e até um pouco fora de moda "vistes?" e "bistes?" ou até o próprio e original "viste?", temos o novo e incontornável vocábulo "bitch?".
Uma fusão maravilhosa da língua inglesa e portuguesa, que abrilhanta um pouco o nosso português e até lhe dá um ar mais moderno!
A partir de agora vou certamente corrigir o meu antigo vocabulário e adoptar estas distorções da nossa língua mãe. Só para ser mais original.


(expressão ouvida da boca de uma "vizinha" a bordo do comboio urbano Porto-Braga)

sábado, abril 12, 2008




Uma noite na baixa de Coimbra para ver as luzinhas de Natal :)

Parece que já foi há tanto tempo...

quarta-feira, abril 09, 2008

Cada vez que volto de um supermercado fico admirada que ainda não venha também eu envolta em plástico, e pergunto-me quanto tempo é que faltará para que saiamos de lá já todos embalados.

Ao ritmo que isto vai...

Para chegar a determinado produto alimentício tenho de abrir o meu saco das compras (de plástico), depois abrir a embalagem (de plástico) na qual ele vem, e seguidamente

o seu pequeno e higiénico invólucro, também este de plástico.

Não sei porquê, mas isto soa-me a exagero...

terça-feira, abril 08, 2008

pessoas meias avariadas

mas muito fixes mesmo :)


sexta-feira, março 28, 2008

Across the Universe(Rufus Wainwright )

hoje esta música é muito bonita

quarta-feira, março 26, 2008


porque hoje está a chover e eu estou assim:

Mais um dia em vão no jogo em que ninguém ganhou
Sou eu quem não quer ver que o tudo é tão maior
Aqui está frio demais para apostar em mim.

Vê que a noite pode ser tão pouco como nós
Neste quarto o tempo é medo e o medo faz-nos sós
"O Jogo", Tiago Bettencourt e Mantha

música aqui

sexta-feira, março 14, 2008

sexta-feira, fevereiro 29, 2008






"In a bullet proof vest
With the windows all closed
I'll be doing my best
I'll see you soon
In a telescope lens
And when all you want is friends
I'll see you soon"
foto:Coimbra, avenida emídio navarro

sexta-feira, fevereiro 22, 2008

bebendo certezas de um copo vazio

Não acredito em definitivos. O único fim é a morte.

Talvez tenha a ver com a morte dos meus pais. Talvez.

Tudo é tão relativo que a vida acaba por ser uma questão de sorte.

Estamos cá porque nos deixam.

Esta não é a nossa casa, e somos constantemente lembrados disso.

No fundo, somos inquilinos mal aceites, mas habituámo-nos ao movimento inconstante do limbo. Enganámo-nos e fingimos sorrisos, fugimos de nós e refugiámo-nos na nossa loucura. Inventamos verdades, inventamos convicções (e fingimos sorrisos). Inventamos constância na inconstância e sorrimos à dor.

Tudo é um nada. E uma nada tão grande que nos suga a alma e nos faz acreditar que há algo mais, que tudo é tanto mais.

A racionalidade é a causa da minha morte.

(texto escrito há tanto tempo)

segunda-feira, fevereiro 11, 2008


Parabéns a miiiiim! Passei a anatomia e o meu ar tornou-se mais leve, o meu sol tornou-se mais claro, a minha visão mais nítida!!


e agora, só para dar um cheirinho do tormento que passei para atingir tal facto, aqui vai um texto que escrevi neste tempo de clausura e opressão:


nothing is ever really enough
torço-me e contorço-me envolta num mar de teorias

de cordas que me apertam os músculos

de fios que me rasgam a pele

desaprendi a gritar e

sou dissecada perante uma multidão voraz de olhos ávidos de sangue

(olhos enormes negros ferozes)

o rosto abre-se num esgar de dor os olhos fixos vazios a expressão aberta num grito mudo ecoando e ressoando nas grutas obscuras das cavernas da alma

quinta-feira, janeiro 24, 2008








Quando era mais nova, costumava sentar-me no telhado de minha casa, e ficar ali, a ler ou ouvir música, perto das árvores, perto dos pássaros, perto do céu.
Agora, que cresci, sou obrigada a ver o mundo de dentro, a desviar os olhos e a mente do céu, pôr os pés no chão, mecanizar o que me dizem. Ensinam-me a ser uma boneca envolta em dogmas e teorias inúteis, e a não perder tempo a sonhar em ser mais.
De que me serve saber porque o céu é azul se não o posso cheirar?

quarta-feira, janeiro 16, 2008

parar



deixar a vida fluir
por vezes
e enfrentar o nosso reflexo

(foto tirada na ponte Pedro e Inês, Coimbra, Outubro 2007)

segunda-feira, janeiro 07, 2008



Sinto que estou muito perto do estado eremita..
(exames)
(foto: Serra da Estrela, 2006?)

quarta-feira, janeiro 02, 2008

ano novo




Surge um novo ano embrulhado em nuvens negras e papel de incertezas.


E o que é um ano? Do ponto de vista pessoal, apenas uma barreira difusa num processo contínuo de crescimento, de maturação.

Penso que um ano nem sempre representa um degrau, pode também

ser uma plataforma estabilizadora, e não deixa de ser igualmente importante.

O que espero deste ano: ir descobrindo o que quero fazer.