sábado, março 03, 2007

variações




pelo sonho é que vamos
comovidos e mudos
olhos rasos de água
coraÇão entregue
extasiados pela demanda
encorajados pela vontade
vamos

chegamos?
não chegamos?
que interessa a chegada?
chegar é morrer
alcançar é perder
interessa beber um pouco da loucura
desse a quem a sua verdade matou
interessa seguir
interessa partir

a vida sem sonho é apenas a não-morte
é ser apenas o cadáver adiado que procria
a besta sadia
o número
a estatística
a existência
o pulmão que respira
o coração que bate

por que bate?
para que bate?

pobre de quem baste

o ser que sangra é o ser que singra
sangrar é ser
sentir é viver

doer é ver

a dor que nos humedece os olhos
e que, sendo vencida,
limpa a visão,
clareia a estrada

a dor ilumina a busca
e, caminhando, o sonho
percorre-nos as veias
incendeia-nos o ser

caminhar é viver

a demanda é final em si mesma

foto: Esposende, Fevereiro 2007

1 comentário:

sooz disse...

(: @*